quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

HISTÓRIA
A origem do nome Angelim provém de uma grande árvore de igual nome, localizada na atual rua São José. Em épocas passadas, uma feira era realizada sob sua fronde onde se negociavam os produtos dos agricultores daquela região. Aos poucos foi-se atraindo pessoas de outras regiões fazendo com que o intercâmbio comercial crecesse. Com a crescente comercialização foram sendo edificadas residências e mais tarde, após várias etapas do progresso, deu seu grito de independência política em 06/06/1931.

O Município de Angelim, localiza-se no Estado de Pernambuco, na região do Agreste Meridional e na microrregião Garanhuns, apresentando uma altidude de 647 m acima do nível do mar e faz limites com os municípios de São João, Jupi, Calçado, Palmeirina e Canhotinho. Sua área territorial é de 118 Km². No ano de 2009 sua população era de 10.385 habitantes. Seu clima segundo a classificação de Köppen é mesotérmico.

O povoamento da localidade ocorreu no final do Séc. XIX, quando Joaquim Salgado de Vasconcelos, oriundo do engenho São Boaventura, em Correntes estabeleceu-se com uma pequena criação de gado no Sítio Broca (atualmente Fazenda União), as margens do Riachão.
Em 1884 , qunado foi iniciada a construção da estação ferroviária, em prosseguimento aos trabalhos de implantação do ramal ferroviário Paquevira - Garanhuns, surgiram as primeiras habitações. Em 1886 foi criada a feira semanal, graças a deliberação da Câmara de Vereadores de Garanhuns, atendendo ao pedido dos moradores da nova povoação. Com a inauguração da estação em maio de 1887, a população, que era constituída, em sua maioria, de trabalhadores ferroviários veio a triplicar, surgindo os primeiros barracões, ou seja, pequenas casas comerciais.

A Lei Municipal nº 42, de 22/12/1908, criou o distrito com sede na povoação de Angelim, que tomou a denominação de Segismundo Gonçalves, fazendo parte do Município de Garanhuns. Em 1909 a sede distrital foi elevada a categoria de vila pela Lei Estadual nº 991, de 01/07/1909. Em 1928 no governo de Estácio de Albuquerque Coimbra foi criado o Município de Palmeira pela Lei Estadual nº 1.931, 11/09/1928, cuja sede localizava-se na vila de igual nome. Seu território era formado pelo desmembramento de parte dos municípios de Canhotinho (distritos de Palmeira e Jupi) e de Garanhuns (distrito de Angelim).

Visto que o distrito de Angelim era notadamente mais desenvolvido que a sede (Palmeira) o então Interventor Federal em Pernambuco, Dr. Carlos de Lima Cavalcanti baixou o Decreto Lei nº 74, de 06/06/1931 que transferia a sede municipal de Palmeira para Angelim, recebendo o Município essa denominação. A instalação da sede ocorreu no dia 16/06/1931 e teve como primeiro Prefeito o Senhor Miguel Calado Borba.

TODOS OS PREFEITOS

06/06/1931 - Miguel Calado Borba - Nomeado
15/08/1936 - Miguel Calado Borba (Primeiro Prefeito Eleito)
14/12/1937 - Francisco Pereira de Carvalho - Interventor
05/09/1938 - Cel. Martiniano de Barros Correia - Interventor
13/09/1939 - Cap. Manoel Alfredo Ribeiro da Silva - Interventor
10/01/1942 - Francisco da Costa Lima - Interventor
18/11/1943 - Manoel Lafayette dos Passos - Interventor
28/12/1943 - José Mariano da Nóbrega - Interventor
28/03/1945 - Azarias Salgado de Vasconcelos - Interventor
23/12/1946 - José Honorato Pinto - Interventor
18/08/1947 - Joventino Alexandre de Moraes - Interventor
15/11/1947 - Miguel Calado Borba
15/11/1951 - José Manoel de Queiroz
15/11/1955 - Júlio Vieira Salgado
15/11/1959 - José Calado Borba
15/11/1963 - Júlio Vieira Salgado
31/01/1969 - José Calado Borba
31/01/1973 - João da Costa Bezerra
31/01/1977 - José Calado Borba (Primeiro com três mandatos)
31/01/1983 - Samuel Salgado Cavalcanti de Albuquerque
01/01/1989 - Josemir Figueiredo de Miranda
01/01/1993 - Samuel Salgado Cavalcanti de Albuquerque
01/01/1997 - Marco Antonio Leal Calado
01/01/2001 - Marco Antonio Leal Calado (Primeiro Prefeito Reeleito)
01/01/2005 - Samuel Salgado Cavalcanti de Albuquerque
01/01/2009 - Marco Antonio Leal Calado
01/01/2013 - Ivanete Cordeiro Pedrosa*
14/02/2014 - Marco Antonio Leal Calado (Primeiro com quatro mandatos)
* Na qualidade de Presidente da Câmara de Vereadores, ocupou interinamente a Prefeitura uma vez que o candidato eleito estava impedido de assumir por decisão do TSE.

Fotos da Cidade

Rua Miguel Calado Borba
Câmara de Vereadores

Escola Miguel Calado Borba (Antiga Estação Ferroviária)


Rua São José




Fórum Afonso de Miranda Leal









Praça São José com a Igreja Matriz de Mesmo nome ao fundo